Swing

O tema de hoje remete para a Vida Íntima. Falamos sobre Swing. Cada vez mais, existem muitas formas de satisfazer os desejos sexuais e as fantasias. Sejam as fantasias de cada um, ou as do casal.

Swing é considerado uma troca de casais. Acaba por ser estabelecido uma espécie de relacionamento sexual entre dois casais, ou sexo grupal.

Na verdade, esta prática deve ser realizada por pessoas com um relacionamento estável e íntimo, onde consiga diferenciar a parte física da parte emocional. Casais swingers precisam de um vínculo emocional muito forte, sendo que não existe exclusividade sexual.

Muitas vezes, existe uma liberdade maior do que a que existe numa relação, dita, tradicional. Esta prática é usada para expressar e concretizar certas fantasias e fetiches. Apesar de se tratar de uma traição consentida, o casal acaba por conseguir manter a distância entre o sexo e a intimidade.

Existem vários tipos de swing, mas o mais importante é definir quais as regras. Regras do acto sexual, do que pode ou não ser feito, e as regras do casal. A ideia é que seja uma experiência(ou estilo de vida) descontraído e que fortaleça a relação.

Diversos tipos de Swing:

  • No Swing : quando não acontece nada, apenas parceiros que observam outros;
  • Soft Swing : troca de parceiros com caricias, beijos e sexo oral. Não existe penetração.
  • Hard Swing : troca de parceiros com penetração, não existe limites.

Existem vários sítios onde pode experimentar. No entanto, existem os locais costumam ser privados e com convite. Os preços variam consoante o tipo de evento. Os locais são como locais públicos, como discotecas. A única diferença é que existe toda uma tensão sexual que é, a maior parte das vezes, consentida.

Existe sempre espaços íntimos:

  • Camão: Cama enorme , onde existe sexo simultâneo. Podem nem se tocar, mas existe quem goste apenas de observar ou estimular os casais.
  • Darkroom: Como o nome indica, é um quarto escuro. Contém sofás, onde os casais se tocam ou se relacionam sexualmente. O estímulo é feito de maneira auditiva, sendo que as sensações podem ser mais intensas;
  • Aquário: São quartos com paredes de vidro. De porta fechada, os casais relacionam-se, com pessoas do lado de fora a assistir.
  • Confessionário: Salas com camas ou poltronas individuais, separadas do ambiente externo por treliça. Permitem a quem está de fora assistir;
  • Labirinto: É uma sala com pouca iluminação, em forma de labirinto. O único objectivo é encontrar a saída. No caminho, os casais trocam carícias e encontram certas partes onde podem explorar todos os desejos e sensações.
  • Cadeira erótica: Cadeira construída para facilitar um grande número de posições sexuais.

A verdade é que deve existir uma decisão ponderada quanto a este assunto. Confiança e Liberdade deve ser o mais fundamental. Para que não ocorram ciúmes e arrependimentos, não pode ser uma decisão feita rapidamente.

Deve ser conjunta, e tomada de acordo com as perspectiva de futuro do casal. Vários casais estabelecem regras, como saber com quem a outra pessoa se relaciona, ou estar presente nesse momento. Tudo depende da vontade, interesse e decisão das pessoas envolvidas.

Cada pessoa tem uma libido diferente, vontades, desejos e fantasias diversas. Mas existe sempre algo que une todas estas diferentes categorias: a busca pelo prazer.  O prazer está em diversas situações, e sabemos que nem sempre está associado com o prazer sexual. Daí existir a variante de Swing sem penetração.

Divirta-se e explore o melhor da sua relação!

!Importante!

Para mais curiosidades e dicas, porque não segue o nosso Instagram? Também estamos no Facebook, com variadas receitas, dicas de saúde. Temos ainda um grupo no Facebook, Tudo Sobre Sabores, onde partilhamos as melhores e mais deliciosas receitas, e pode também partilhar as suas!

Partilhar:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email