O que acontece durante os treinos?

O corpo humano é um complexo sistema com capacidade para se auto-regular e manter em equilíbrio, no entanto, é essencial a prática regular de actividades físicas para manter o seu bom estado de saúde. Tais como treinos.

Ocorrem inúmeras reacções químicas e hormonais durante o treino, o que leva o nosso corpo a reagir de imensas formas diferentes, mas para simplificar vamos focar-nos no essencial.

Factor Neurotrófico Derivado do Cérebro: é uma hormona que interage com o sistema nervoso central. Ao fazer exercício, a produção de FNDC pode triplicar. Como resultado, há uma melhoria no humor, no estímulo da função cognitiva e na melhoria da memória. Além disso, o FNDC também contribui para a reparação de neurónios e outras medidas de manutenção no cérebro, o que ajuda na prevenção de doenças neuro-degenerativas.

Cortisol: O cortisol é conhecido como a hormona do stress. Cortisol é libertado em situações stressantes, pela glândula adrenal que aumenta a produção e a libertação dessa hormona na corrente sanguínea. No entanto, quando nos exercitamos, o cortisol contribui para que os carbo – hidratos sejam transformados em glicose para nos dar energia.



Glicagina: O corpo precisa de muita glicose para poder exercitar, porém, o corpo possui armazéns (como o fígado e as células de gordura) que não podem ser usados naquele exacto momento. Sendo assim, quando o corpo está com os níveis de glicose baixos, a glicacina faz efeito nesses armazéns para converter a gordura e o açúcar armazenados em uma forma que o corpo possa usar como fonte de energia.

Hormona do Crescimento: a actividade física demanda muito do corpo físico, mas a recuperação que acontece depois é que cria o visual definido. O exercício físico intenso aumenta a produção da Hormona do Crescimento no cérebro, o que contribui para a recuperação das células, músculos e tecidos.

Insulina: A insulina é uma hormona necessária para regular os níveis de açúcar no sangue, ajudando a glicose a infiltrar-se nas células, para ser usada como energia ou para ser armazenada. Conforme os músculos começam a usar o stock de glicose durante o exercício, a insulina leva a glicose estocada no fígado para os locais em que ela é necessária.

Adrenalina: É uma hormona crítica, quando o corpo precisa de uma resposta rápida durante as situações de stress, inclusive na hora dos exercícios.

Ácido Láctico: Como o corpo usa rapidamente os stocks de glicose como fonte de energia durante os exercícios, as células acabam por produzir “sub-produtos” com uma velocidade superior à que o corpo utiliza para eliminá-las. Ou seja, acaba por ser um processo demasiado rápido do que o corpo está à espera.

Partilhar:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email

Mais sobre:

Vadiando Na Net