Intervenções Cirúrgicas Não Invasivas: Ácido Hialurónico

Ácido Hialurónico

O Ácido Hialurónico é a mais recente moda nos cosméticos e também no âmbito das intervenções cirúrgicas não invasivas. Os cremes e séruns das mais variadas marcas, apostam nesta substância para a composição dos seus produtos de forma crescente.

Cada vez mais, o cuidado com a pele vai ganhando mais importância a nível social, tal como a retardação do envelhecimento da mesma. A pele é o maior órgão do corpo humano e, na maioria, sinais de envelhecimento como rugas e irregularidades na sua superfície devem-se a fatores como os raios ultra-violeta, poluição, tabagismo, bem como outros fatores externos.

No entanto, esses sinais de envelhecimento e até mesmo de desidratação da pele podem ser amenizados através de produtos que, nos seus ingredientes, contém o tão falado ácido hialurónico, uma substância natural, produzida pelo nosso organismo que atrai e retém até 1000 vezes o seu peso em água.

Já conhece o nosso Instagram?

Para além da cosmética, algo que se tem vindo muito a falar são as intervenções cirúrgicas, não invasivas, através da injeção de ácido hialurónico, como por exemplo, fillers e skinboosters. As rugas estáticas e mais profundas são aquelas que se revelam mais pesadas ao nível do rosto, mostrando assim os primeiros sinais de envelhecimento. É através de tratamentos chamados fillers que essas rugas e também pequenas cicatrizes são mitigadas, uma vez que são preenchidas de forma não invasiva, por ácido hialurónico, que é injetado nas zonas a corrigir.

Esta injecção aumenta temporariamente o volume das zonas intervencionadas, preenchendo os sinais da idade e as imperfeições da pele.

O ácido hialurónico é uma substância que é natural ao nosso organismo, no entanto, a sua produção com o passar do tempo vai diminuindo.
Por exemplo: um bebé com cerca de 1 ano tem muito mais ácido hialurónico no seu organismo do que uma pessoa com 50 anos.

As seringas utilizadas neste tipo de intervenção cirúrgica têm cerca de um milímetro e podem ser injetadas na derme (camada intermédia da pele), junto do osso ou até na zona muscular. Na primeira aplicação, uma vez que a pele carece de ácido hialurónico, a absorção do mesmo é feita de forma rápida. No entanto, uma vez que se trata de um tratamento com várias aplicações, mais ou menos a partir da terceira infiltração, a intervenção passa a ser feita uma vez por ano.

Normalmente estas intervenções são de curta duração, sendo mais prolongadas se forem tratadas diversas áreas e não apenas uma. Após cada sessão deve-se fazer gelo, não só no momento posterior, como durante todo o resto do dia, 15 minutos de cada vez. Outra recomendação após cada sessão é dormir com a cabeça mais elevada que o resto do corpo, bem como a hidratação da zona intervencionada e evitar a exposição solar.

Sinta-se bem e cuide de si!

Marta de Campos Torres

Veja também:

Melhores Alimentos para Dores Menstruais

Alimentos com Ómega 3

Alimentos Ricos em Potássio

Partilhar:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email

Mais sobre:

Vadiando Na Net