10 Regras Básicas do Flirt

Por vezes sonhamos em ser um autêntico Don Juan e deixar damas a suspirar de amores, ou então ser uma sedutora como a Marilyn Monroe que faz passagens em câmara lenta, mas às vezes o tiro sai pela culatra.
Para algumas pessoas o Flirt é algo completamente natural e instintivo, por vezes é uma questão de hábito e prática, ou por atributos pessoais, mas de qualquer das formas, é algo que todos podemos conseguir. O Flirt não tem que levar necessariamente a relações emocionais ou sexuais, muitas pessoas praticam-o simplesmente pelo prazer de atraírem ou de serem atraídos, se por acaso acha que lhe falta alguma magia não se preocupe, tudo se resolve com alguma prática e algumas dicas e hoje vamos analisar as regras do que não se deve fazer:

Para raparigas:

Não fiquem com ciúmes se o virem a flirtar com outras raparigas.
Muitas raparigas admitem sentir ciúmes por encararem este tipo de situação, mas evitem levar a peito, se nenhum dos dois se encontra numa relação não se prendam, o flirt é apenas um meio de socialização, aproveitem e deixem aproveitar.

Não enviem várias mensagens se ele não respondeu à primeira.
Uma grande regra que muitas pessoas pregam quando namoram alguém novo. Se eles não respondem à primeira mensagem, provavelmente será aceitável se enviar outra para adicionar mais informações. Se não responderem à essa não insistam, vai parecer controlador ou desesperado.

Não faz mal dar um tease, mas não sejam más.
Muita gente gosta de ser provocada, pelo menos um pouco, especialmente pela pessoa de quem gostam. É uma maneira subtil de mostrar que estamos interessados com alguma diversão pelo meio. O truque é não passar das brincadeiras para provocações ofensivas. Não falem em aspectos que não gostam ou que são irritantes, isso é apenas insultar.

Para rapazes:

Usem o contacto físico, mas de forma subtil e sem abusar.
É sempre uma boa maneira de mostrar que estamos interessados, usando toques subtis e usando o contacto como reforço possitivo. Inclinem-se quando ela falar, toquem no joelho ou no braço se ela disser algo engraçado ou que acham que é importante para ela. Recordem-se de não abusar muito do toque, vão parecer um bocado esquisitos e assustadores se não conseguirem falar com uma pessoa sem estarem literalmente 5 segundos sem lhes tocar.

Não usem as amigas dela para lhe fazer ciúmes.
Experientes ou não, toda a gente é insegura num flirt, por isso, fazer conversas subentendidas com as amigas, só piora essa insegurança e também faz uma rapariga pensar que não existe um interesse real nela, o que é claramente o oposto do que se pretende.

Sejam honestos, não finjam ser algo não são.
Se não partilharem a opinião dela em relação a um artista, programa de televisão ou o quer que seja, não finjam que sim só para agradar e ter algo em comum. O mesmo vale para as raparigas. Esta regra também pode se aplicar ao que se pretende conseguir de toda esta conversa: um encontro casual, amigos com benefícios, uma relação? Se ela fizer uma pergunta, sejam honestos!

Elogiem, mas sem serem estranhos.
Tentem evitar elogios que envolvam o corpo tanto quanto possível. Se não conseguirem pensar numa maneira intelectual de dar um bom elogio, digam algo sobre os olhos dela, as raparigas adoram ouvir isso e não passa como algo estanho de se dizer. Experimentem dizer elogios genuínos que sintam que deviam dizer, como o que sentem quando ela sorri ou do que sentem quando estão com ela.

Para todos:

Não revelem informações que tenham adquirido através das visitas ao perfis sociais dessa pessoa.
Este realmente não é apenas uma regra para rapazes ou raparigas, definitivamente vai em ambos os sentidos. Hoje em dia todos “perseguimos” pessoas nas redes sociais, não há como negar isso. Mas quando começam um flirt com um novo interesse amoroso, evitem mencionar acontecimentos da vida deles que aconteceram em 2005, algo que já aconteceu à mais de 10 anos mas que vocês viram no perfil delas uns dias atrás.


Partilhar:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email